Impeachment de Donald Trump, Presidente dos EUA

Impeachment de Donald Trump, Presidente dos EUA

Visto ser um interessante caso de estudo na prática astrológica, pela terceira vez na história dos EUA, vemos o avanço de um processo de Impeachment a Donald Trump, por abuso de poder e obstrução aos trabalhos do Congresso Americano. Em suspeita está também a ordem de investigação comandada por Donald Trump ao filho do seu maior rival nas eleições de 2020, Joe Biden, e pela escândalo Trump-Ucrânia. 

Donald Trump (14 Junho 1946, 10:54, Queens, NY)

 

De ascendente Leão, junto a Regulus, um indicador que favorece a sua imagem pessoal e o eleva socialmente a posições de destaque e de poder, demonstra um enorme ego que busca rodear-se de luxo e requinte, ostentando o “brasão” do seu património para onde quer que vá. Procura principalmente estatuto, domínio e poder nos grupos e nas associações a qual faz parte, de forma a potenciar as suas estruturas de poder através de posições vantajosas nas suas “alianças”.

Contudo, podemos ver também Marte no seu ASC que lhe dá uma expressão mais marcial, frontal, agressiva e intimidadora. Indica também a luta pelas suas causas relativamente ao património que detém e pelo bem-estar social e económico do seu panorama familiar.

Por outro lado, vemos a sua reputação constantemente ameaçada e sobre escrutínio sendo um dos indicadores de ameaça em contexto profissional. Olhando para Vénus que lhe rege a Casa X, podemos testemunhar a influência saturnina junto a essa. Um Saturno que se mostra com pouca dignidade, mostra uma ideia pouco respeitosa ou nobre relativamente a questões de casamentos, parcerias e nas suas disputas. Tendencialmente, as suas maiores desavenças e discórdias serão transportadas para a “praça pública”, sendo alvo de rumores, especulações e de ameaças por parte dos seus opositores.

Feita uma breve aproximação, em geral ao seu mapa, resta falar de Júpiter que reflecte o processo de Impeachment em questão. Este planeta encontra-se posicionado num dos signos venusianos, que por si só está numa condição desfavorável, sujeito ao “mau génio” da Vénus. Contudo, posicionado numa área relativa a dinheiros e posses materiais (Casa II) gera abundância e bons presságios neste contexto, independentemente das suas motivações. Júpiter mostra uma boa relação com Sol (Reg. Asc), o que nos demonstra uma posição vantajosa sobre este contexto que tendencialmente melhora a sua condição pessoal, mas muito afectado pelas influências hostis que dominam na sua vida, em que a sua “Roda da Fortuna” por vezes não joga a seu favor.

Entrando num contexto mais político, assumindo Donald Trump com uma posição extremamente influente e poderosa, tudo isto é potenciado pois é lhe exigido transparência, astúcia nas relações diplomáticas e uma boa relação com o povo. Portanto, todas as suas acções, sendo essas do seu passado ou do momento actual deixam de estar no “segredo dos deuses” e passam a ser rebatidas em claro na mesa de jogo.

Então assistimos a uma confrontação com forças opostas (Democratas) e de velhas inimizades por meio um processo Impeachment, sujeito a uma destituição do seu poder e influência. Além disso em jogo está também a sua integridade na cadeira política que actualmente detém, tal como aconteceu com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, um dos seus maiores aliados.

Numa análise à sua conjuntura actual e aplicando algumas técnicas de previsão de resultados veremos então o que se reflecte nos seus astros.

Profeções com base na sua Natividade

 

Relativamente aos seus ritmos pessoais, vemos a Casa de Balança como uma área de foco e que demonstra em que conjuntura está envolvido. Vemos o seu ASC profectado + Marte em configuração com o seu Júpiter Natal. Ora, temos um indicador que reforça a ideia de uma disputa, julgamento e contendas bem notório, que neste caso podemos associar ao Impeachment pelas suas acusações. Não temos uma ideia clara de resultados, mas apenas podemos confirmar que há um foco nesta área, principalmente a Júpiter que remete a tal.

Olhando para Júpiter profectado (VERDE) podemos observar que está numa excelente condição zodiacal, o que o favorece nestes termos. Configurado na Casa IV (Natal), numa primeira impressão, não demonstra de forma alguma que a sua cadeira de poder está ameaçada, tendo em conta do que é acusado. Contudo Vénus que rege este Júpiter demonstra claramente esta fase de escrutínio e de exposição daquilo de que é acusado, transportando o “mau génio” nas suas actividades para a Casa I.

Profeções com base na Revolução Solar

Relativamente ao Ano Solar 2019/20 que termina a 14 de Junho, Marte vê-se configurado na Casa IV onde demonstra uma área de importância para este ano, sendo o seu Ascendente o signo de Carneiro. Prevendo-se desde já um ano bastante conflituoso e agitado a todos os níveis, principalmente nas questões que o afectam emocionalmente e que afecta a sua posição na sua “Casa”, neste caso a Casa Branca. Contudo, vê-se uma boa relação entre Marte e Lua que se apoiam mutuamente mostrando um indicador bastante positivo na resolução dos problemas neste contexto.
O que mais chama atenção nesta sinastria é a configuração de ASC+Marte profectados na sua Casa VII (revolução solar) para este ano. Sendo que já vai a meio, estes dois indicadores ao dirigirem-se para esse ponto importante, informa da sua confrontação direta e declarada com os seus opositores e possivelmente também nas suas relações conjugais, reforçando também a ideia de conflitos e divergências. Sendo Marte o Regente da sua Revolução Solar, as suas interações têm uma grande importância e que devemos analisar.
Sabendo-se do seu processo Impeachment é notório este reforço de indicadores que agora vemos na Casa VII, onde irá enfrentar a sua maior disputa. O Julgamento em si, universalmente significado por Júpiter e acidentalmente por Vénus (reflectindo a Oposição), demonstra que Júpiter o favorece significativamente nesta situação.
Vendo o avanço do seu Julgamento pelo Impeachment (pelas profeções) olhámos Júpiter para termos uma ideia do que decorrerá em termos desta conjuntura, se a favor ou contra Trump. Podemos ver que o próximo aspecto de Júpiter (de Sagitário) irá ser a Vénus (de Gémeos) mas mostra claramente superioridade zodiacal sobre esta, o que indica a possibilidade de um resultado negativo ou insatisfatório por parte da Oposição. O próximo avanço de Júpiter profetado mostra o seu ingresso na Casa IX, indo ao encontro de Júpiter (da revolução Solar) potenciando as qualidades de Júpiter a seu favor e beneficiando a sua posição e destaque pessoal. Além disso Marte (Trump) no seu avanço mantém uma posição vantajosa neste processo, visto pelo Sextil a Júpiter.
Outro factor que mitiga uma faceta mais nefasta no seu mapa é a posição do lote da fortuna no seu Ascendente de Revolução Solar, promovendo alegria e bom espírito neste seu Ano Solar que poderá significar uma ajuda neste tipo de situações.

 

Concluindo e tendo em conta as previsões sobre esta conjuntura, pode-se observar que Trump mostra uma posição de vantagem e de conforto nesse processo, mostrando-se superior de acordo com as dignidades zodiacais demonstradas, comparando com a sua Oposição neste processo de tentativa de destituição.

Comentários
0
0
0
0