Girolamo Cardano: Aforismos Sobre Revoluções Anuais e Solares

Girolamo Cardano: Aforismos Sobre Revoluções Anuais e Solares

  1. Revoluções podem ser compreendidas de Cinco Maneiras: primeiro, pelo Retorno do Sol no mesmo ponto, que é o mais válido; em segundo lugar, o retorno do centro de um Planeta ao mesmo lugar na Eclíptica, que pelo tipo será a Lua em primeiro lugar, e Saturno e Júpiter serão os maiores. Terceiro lugar, o Retorno de um centro de um círculo mais pequeno para o mesmo lugar (Cardano refere o epiciclo de um Planeta, e o centro de um epiciclo estabelece no grande círculo aquilo que se chama de ‘eccentricus orbis’, que é nada mais que o retorno da projecção do centro do epiciclo no mesmo ponto do nascimento). Em quarto lugar, o Retorno de um Planeta ao seu lugar num círculo pequeno (é o retorno de um planeta no mesmo ponto que o epiciclo considerado no nascimento). Em quinto lugar, o Retorno de um Planeta com o qual esse estava no nascimento, ambos juntos no lugar de outro Planeta.
  1. Quando a Cauda do Dragão na natividade desafortunadamente contempla o Regente do Ascendente, e numa Revolução a Lua está com essa, e o Regente da Casa da Morte (Casa VIII) está no lugar de um Maléfico na natividade, deve também testemunhar, que tais assuntos serão ‘mortos’.
  2. Quando os Maléficos estão fortes na Natividade, e a Lua aplica-se a uma poderosa Estrela Fixa da natureza de Marte numa Revolução, a conjuntura confere conflitos de natureza malévola (como homicídios) e disputas serão inevitáveis.
  3. As Revoluções podem produzir efeitos apenas para os anos a seguir, isto porque, um Ano pode ser preparativo de outro, ou porque a Natividade decreta o que a Revolução aperfeiçoa, ou pela razão da grandeza de um evento como a Morte, ou das Causas, como quando o Sol está exactamente oposto a Júpiter. (Refere que os efeitos prometidos nãos estão condicionados pelas datas do calendário, pois evolvem de forma contínua e de acordo com a velocidade dos significadores)
  4. Quando o Ascendente de uma Revolução é o mesmo que o Ascendente de uma Natividade, algo que está prometido na Natividade acontecer, mas com mais certeza se a Lua da Revolução estiver no seu lugar da Natividade. Ou o Regente do Ascendente da Revolução contemplar a mesma Casa da Natividade por aspecto partil.
  5. Se, numa Revolução, o Regente da Natividade está Retrógrado, e está sob os raios do Sol, caso seja afectado por um Maléfico, poderá indicar alguma calamidade na sua vida para esse Ano.
  6. Quando Júpiter numa Revolução, contempla Lua e Vénus por aspecto, ou apresenta-se num ângulo sendo um dos seus lugares na Natividade, inclina-se para esses assuntos, e se a idade se ajustar para esse ano, poderá casar.
  7. Quando numa Revolução de uma pessoa, tais significadores de vida estiverem debilitados na Natividade, os Benéficos estão combustos em qualquer casa excepto no Ascendente, e os Maléficos estão acima da Terra (horizonte) contemplam o Sol, Ascendente e Lua, ou a Lua abaixo da Terra, são testemunhos que uma pessoa sem qualquer doença directa, poderá morrer nesse ano.
  8. Se uma Natividade é fraca quanto à vida, e três Planetas estiverem juntos numa Revolução, indica um iminente perigo de uma eminente doença, especialmente se eles estiverem na Casa VI.
  9. Se na idade madura, uma Revolução mostrar Vénus em Sextil a Mercúrio, que estão juntos na Natividade, o nativo será estranhamente perseguido por pensamentos indecisos e imaginações eróticas, e se eles estiverem em Conjunção no mesmo lugar onde antes estavam em Sextil, nesse Ano disfrutará com uma amante da qual a ama muito.
  10. Quando na hora da Revolução, os Planetas Superiores (Saturno, Júpiter e Marte) ou outros estão juntos no lugar de um Significador desejado, espera daí alguma coisa agradável a acontecer, que está relacionado com alguma promessa na Natividade.
  11. Quando a Lua está em conjunção com Saturno numa Revolução, e envia uma Quadratura para o Ascendente, tal pessoa nesse Ano sofrerá uma doença no seu corpo provocada pelos pensamentos da sua mente.
  12. As adições feitas pelas progressões do Sol numa Revolução Anual, transfere os seus significados pelos dias passados depois da Revolução feita, como se fossem anos (cada dia progredido equivale a 1 ano depois da Revolução, utilizado por Cardano para analisar os efeitos a longo prazo de uma determinada influência).
  13. Quando a Lua concorda com Saturno na Natividade, ou está com outro Planeta nas suas dignidades, se na Revolução (depois dos 40 anos) a Lua estiver conjunta a Saturno na mesma latitude, ou estar cheia de luz em Oposição a esse e em latitude contrária da Casa VI para a Casa VIII, o nativo irá inevitavelmente cair numa doença estranha e morrer por em causa disso.
  14. Quando as Casas do Ascendente ou da Lua na Natividade estão em Quadratura ou Oposição aos Maléficos numa Revolução, o nativo sofrerá com muitos problemas, mas se a Lua estiver conjunção com os Maléficos, então ele fará muito mal a outras pessoas, mas por outro lado se os Maléficos e os Regentes de lugares hostis, ele fará mal a outros, mas receberá o mesmo em volta.
  15. OS tempos particulares dos acontecimentos devem ser encontrados a partir das Revoluções Anuais, Mensais e dos Trânsitos.
  16. Fatal será o Ano, para a vida do nativo, quando na Revolução alguns dos pontos hilégicos (Sol, Lua, Ascendente, Parte da Fortuna ou Sizigia), estão em lugares desafortunados, ou em aspecto aos Maléficos.
  17. Se qualquer Planeta estiver afligido numa Revolução Anual, os efeitos serão sentidos quando esse Planeta forma uma Conjunção, Quadratura ou Oposição ao Planeta que rege o Signo onde está.
  18. Doenças são na maior parte da natureza do Regente da Casa VI, ou do Planeta lá posicionado tanto nas Revoluções como nas Natividades.
  19. As Revoluções de um Ano só acontecem uma vez, que é o Retorno do Sol ao mesmo ponto do Equinócio; outra coisa no Mundo, é o seu Retorno à mesma Estrela Fixa, e outra coisa é nas Natividades, sendo o seu Retorno ao mesmo ponto do Sol de nascimento, mas com a adição da sua passagem pela Eclíptica como ele passa através de um dia natural (quer dizer que é feita uma adição em termos matemáticos, para que o Sol fique exactamente acertado com o Sol de Nascimento, pois mostra uma desfasagem necessária de acerto devido ao seu movimento na eclíptica).

 

Traduzido por Jorge Moreira
Comentários
0
0
0
0