As 12 Casas Astrológicas

2017 – Análise astrológica
15 Janeiro, 2017
Humores e o Temperamento
15 Janeiro, 2017
Mostrar tudo

As 12 Casas Astrológicas

Casa I

A Primeira Casa é aquela que marca o ângulo Este, um dos cantos do Céu, ou Ascendente.; É chamada de ângulo porque representa um dos quatro pontos cardeais, tal como a Casa VII, IV e X; E é também o Ascendente porque é onde o Sol ascende no horizonte a Este; Considerada como Primeira Casa, pois representa o nascimento de um novo ser e de qualquer assunto. O Signo representado nesta Casa, assim como o seu Regente tornam-se Significadores do Nativo ou do Assunto. Então o Signo mostra a complexidade e a natureza do nativo, a forma do Corpo e os Traços. Enquanto o Regente do Ascendente mostra a Disposição do Nativo, a sua Qualidade e as Inclinações. Tem analogia com a vida do nativo, e com o começo de qualquer trabalho, e tudo o que acontece a este, principalmente ao seu corpo e às suas vontades, à sua estatura, cor, tez, feitio.

Firmicus Maternus, diz que é a Vida e os Espírito Vital do Nativo, o seu carácter fundamental e os alicerces do seu mapa natal. É o ‘Templo de Mercúrio’.

Casa II

A Casa II é aquele que sucede ao Ascendente, e por isso é uma Casa Sucedente. É a Casa dos Ricos e da Substância do Nativo, dos seus Dinheiros e Recursos, assim como a Assistência que recebe, a Riqueza prometida ao longo da vida, assim como a Riqueza da sua Assistência e dos Negócios que apresenta ao longo da vida. É chamada de Anaphora, ‘Portal de Hades’, para Firmicus Maternus, representa as esperanças pessoais e as posses materiais. Como não aspecta o Ascendente é considerada uma Casa passiva e Desafortunada, é a ‘Moradia de Thypon’.

Casa III

A Casa III é Cadente, vem depois da Casa II do Ascendente. Significa todos os Assuntos relativos a Irmãos, Parentes, Vizinhos e Alianças, pois a Casa III aspecta o Ascendente por Sextil. Tem também analogia com as Pequenas Viagens. É chamada de Dea, ‘Templo da Lua’.

Casa IV

A Quarta Casa é aquela marca o ângulo da Terra. É uma Casa Angular, e significa todos os Assuntos relativos a Bens Imóveis, que são fixos e impossíveis de deslocar como Casas, Terrenos, Edifícios, Monumentos. Também tem analogia com Tesouros ou Recursos escondidos/ocultos, pois não são visíveis no Horizonte. Significa o Pai ou a Figura Paterna do Nativo, as Decisões Finais ou Desfechos de qualquer assunto e a Ancestralidade. É o ‘Templo de Saturno’.

Casa V

É Sucedente ao ângulo da Terra, Casa IV, por isso, esta Casa é Sucedente. Significa as Alegrias do Nativo, os Prazeres privados, associa-se com as actividades de lazer e recreativas. Nesta Casa faz-se o julgamento de Filhos, dos Divertimentos, e da qualidade do Sexo e o que o nativo pensa sobre. Se é perverso ou não. É chamada a Casa da Boa Fortuna’.

Casa VI

É Cadente ao ângulo da Terra. Significa todos os assuntos relativos a Doenças ou tipo de enfermidades e sintomas. Significa aqueles que servem o nativo, todos aqueles que estão sob o poder e autoridade do nativo, nomeadamente escravos, empregados e refere-se a mulheres (aquelas que servem o nativo pelos prazeres e companhia). Significa também os animais de pequeno porte, aqueles que servem o nativo (galinhas, porcos, cães, gatos, etc…). É chamada de Mala Fortuna, considerada Desafortunada.

 

imagem-sem-titulo

 

Casa VII

A Sétima Casa é o ângulo de Oeste. É a 7º Casa a contar do Ascendente. Por estar oposta ao Ascendente representa os Opositores e os Inimigos Declarados do Nativo. E pela mesma razão significa os Ladrões e os adversários em Tribunal; Representa a Mulher ou o Homem do nativo após o Casamento, mas antes o parceiro é representado pela Casa V, pois não há nenhum compromisso legal ou por acordo; Muitas das vezes o parceiro de casamento é a causa da desgraça do nativo, e por isso é significada por esta Casa. Representa também as Parcerias e os Acordos assinados, seja que de natureza forem. Saturno ou Lua na Sétima Casa, que estejam desafortunados representa conflitos em Casamentos.

Casa VIII

A Casa VIII é Sucedente ao ângulo de Oeste. É a Assistência e os Recursos do Inimigo Declarado ou do Opositor, como a Casa II (oposta) é a Assistência e os Recursos do Nativo. Esta Casa tem a reputação de significar todos os Assuntos relativo a Morte, Mortalidade, Envenenamento e traição que acontece na vida do nativo. É o património dos falecidos herdados pelo nativo, assim como também representa as qualidades ou os dotes do parceiro de Casamento. Nos processos legais, tem analogia com as testemunhas que favorecem o adversário; Significa os medos, angústias e apegos. Nenhum Planeta, excepto a Lua rejubila nesta Casa, e mesmo assim só em mapas nocturnos é que isso acontece. Chamada de Epicataphora, ‘Portal do Inferno’ ou ‘Moradia de Typon’, como na Casa II.

Casa IX

A Casa IX é Cadente, aplica-se ao Ascendente por Trígono, e está acima da Terra. Significa os Deuses a Religião, a visão de ‘Deus’, os ensinamentos, as Revelações dos Sonhos, e todo o tipo de assuntos religiosos e dogmáticos, as Ordens, as Divindades, os Eremitas, os Monges. Assim como todo o tipo de Estudantes, astrólogos, Físicos e Advogados. Oposta à Casa III, representa as Grande Viagens e os viajantes de outras Culturas e de outras fronteiras. É o ‘Templo do Sol’.

Casa X

 A Décima Casa é o ângulo do Sul. A 10º Casa a contar do Ascendente. Significa a Mãe ou a Figura Materna do Nativo, isto por que opõe-se à Casa IV (Casa do Pai e da Figura Materna). Representa o ponto mais alto dos Céus, e por essa razão tem analogia com Reis, Imperadores, com Figuras de Autoridade Máxima, e os Chamados Iluminados da Terra (grandes cientistas, arquitectos, filósofos, reconhecidos pela humanidade). Firmicus Maternus afirma que, representa a Vida e Espírito Vital, a Reputação das acções do Nativo. Também a Carreira Profissional, as Honras e a Corrupção da Mente. É o ‘Templo de Vénus’

Casa XI

A Casa XI é Sucedente ao ângulo do Sul. Apoia os assuntos do Ascendente, pelo seu Sextil. Representa as Amizades ou relações amistosas, as Esperanças, a Fé, os conselheiros, os associados e os recursos dos associados. É chamada de Casa de ‘Bom Espírito’ ou ‘Templo de Júpiter’.

Casa XII

A Casa XII é Cadente, a última Casa. Representa os Inimigos Privados  e Ocultos, as Desgraças do nativo, os Infortúnios, as Bruxarias e os Ataques por Magia, a Corrupção da Alma. Significa também os Animais de Grande Porte, mas que não servem o Homem, aqueles livres de espírito mas aprisionados ou domesticados à força. Também representa as Prisões, Refúgios e Isolamentos. Chamada de Malus Daemon, ‘Templo do Mau Augúrio’. É uma Casa Desafortunada.

Partilhas