As 3 Operações dos Planetas

Astrologicamente, um Planeta possui 3 modos de operação numa natividade (mapa natal) que demonstra a sua importância, o que significa e a qualidade/impacto que possui.
Cada Planeta significa algo no mapa, sempre… subjacente à promessa de vida do nativo. Podem significar um Casamento, um Filho, um Parceiro, Finanças, uma Profissão ou um Inimigo.
 
Então, um Planeta é observado da seguinte forma:
  • De acordo com a sua Natureza;
  • De acordo com a sua Posição na natividade;
  • De acordo com a sua Regência;
Tendo em conta a Natureza, um Planeta actua simplesmente segundo a sua essência natural ou segundo as suas qualidades (Quente, Frio, Seco e Húmido). Em termos de Doenças, Marte poderia significar uma febre (aquece) e Saturno uma recaída de uma febre ou uma depressão (arrefece ou cria melancolia). O que no caso de Vénus ou Júpiter poderia significar um alívio ou uma melhoria da causa que destemperou o corpo do doente.
Outra forma, seria pela acção do Planeta no mapa, em que Vénus e Júpiter prometem abundância, prazer e amor; a Lua, a promessa de mudança; Sol, de vitalidade e ânimo; Mercúrio, a promessa de uma mensagem; Saturno, de limitações; e Marte, de um conflito ou confronto;
Também poderia ser por correspondências, em que Marte indica um militar ou um bombeiro; Vénus um acompanhante ou uma dançarina; Mercúrio um mensageiro ou correio; o Sol um presidente ou um CEO; a Lua um oráculo ou uma conselheira.
Geralmente, são indicações que estão de acordo com a essência natural de um Planeta.
 
Tendo em conta a Posição de um Planeta, é estabelecido um Significado segundo a Casa onde o Planeta está posicionado no mapa e o que o Planeta significa naturalmente. Ou seja, o Planeta na Casa refere o que o Planeta promete na Casa em específico. Por exemplo, Júpiter promete sabedoria e favorecimentos provenientes de instituições religiosas na Casa IX; sucesso profissional na Casa X; um amigo ou um associado muito rico na Casa XI; ou um imóvel na Casa IV. Desta forma, a essência de um Planeta está configurada/projectada para a Casa onde se encontra.
 
Por Regência de um Planeta, é quando um Planeta que rege uma determinada Casa está noutra Casa que não a sua Regência. Por exemplo, Marte que é Regente da Casa I (que abre em Carneiro) e também da Casa VIII (que abre em Escorpião) encontra-se na Casa IX, portanto, Marte que é Regente da Casa I posicionado na Casa IX demonstra que as motivações primárias ou anseios que o nativo apresenta serão realizados nos assuntos religiosos, intelectuais, filosóficos, pela literatura, escrita ou numa terra distante. Outro exemplo, seria o Regente da Casa V posicionado na Casa X, que conecta a Profissão/Vocação do nativo com assuntos de Filhos, Crianças, Representação, Prazeres ou Arte. Poderíamos dizer que o nativo seria um educador de infância promissor ou um habilidoso artista com prestígio e honras;
Comentários
0
0
0
0